top of page
  • Foto do escritorBruna Ribeiro

Ativamente, português e matemática

Atualizado: 5 de jul. de 2022

A professora Nina Gomes e a professora Fabiana Marçal estão aproveitando as aulas de Aprendizagem Criativa do Ativamente para ensinar português e matemática.

Professora Nina Gomes e a Beth (coruja que ela confeccionou para as aulas do Ativamente) na Escola Municipal Lions Club


As educadoras das turmas do 1º ano da Escola Municipal Lions Club Centro, em Poços de Caldas, escolheram usar o método Ativamente de forma integrada às outras áreas do conhecimento que fazem parte de seus planejamentos pedagógicos.


Esta prática criada por Nina e Fabiana está gerando um engajamento muito legal por parte das crianças. Além de bons resultados de aprendizagem.


As professoras inseriram formas geométricas na aplicação da atividade Labirinto da Robô


Conversa com a professora Nina Gomes


Bruna — Nina, como você contextualizou as atividades do Ativamente dentro do seu universo? Como você deu vida às atividades do Ativamente?


Nina — Eu procurei agregar o material ao meu trabalho, à realidade da minha turma. Porque eu precisava fazer dele uma ferramenta dentro da minha sala de aula. Acho que não adiantava eu trazer o Ativamente pro meu contexto como uma coisa à parte. Então eu adequei ele para o que os meus alunos precisavam.


Bruna — Como você está fazendo isso?


Nina — Cada trilha do Ativamente vai ter um contexto. Na primeira, nós estamos trabalhando com sílabas, formação de palavras e de frases. Além do uso de formas geométricas e cores. Na próxima a gente vai trabalhar matemática.


Bruna — Isso foi uma escolha sua?


Nina — Minha e da professora Fabiana. A gente trabalha sempre juntas. A gente conversa e se complementa. O que é legal entre nós é que cada uma tem uma especificidade. Por exemplo, ela é uma desenhista nata, então ela desenha a Beth (coruja da atividade). Já eu, confeccionei a Beth. Outra coisa, eu tenho mais facilidade pra criar o jogo e ela tem mais desenvoltura pra aplicar. Uma completa a outra. E creio que é isso que está fazendo sucesso!


Bruna — Como é a dinâmica do trabalho de vocês?


Nina — Nós escolhemos a sexta-feira pra trabalhar só com jogo, e dentro do nosso conteúdo, que é o que eu acho mais legal! Isso ajuda a gente a ver como as crianças estão em relação à aprendizagem. Além de contribuir com a questão das virtudes: o respeito com o colega e o trabalho em grupo, que foi perdido durante a pandemia. Essas aulas estão ajudando a gente a restaurar isso.


As crianças precisam formar palavras com as sílabas para avançar as casas do jogo


Labirinto da Robô pela professora Nina


A professora Nina separou os alunos em quatro grupos. O grupo do quadrado azul, o do triângulo amarelo, o do círculo vermelho e o do retângulo verde.


Cada grupo tinha em sua mesa várias sílabas e uma tela de EVA azul para construir palavras.


A professora falava uma palavra e uma criança do grupo precisava formar a palavra com as sílabas na tela azul. Se o grupo conseguisse formar a palavra, podia avançar uma casa no jogo. A cada rodada, uma criança diferente formava a palavra do grupo.


Ao final do jogo, Nina pediu para que os grupos formassem uma frase com as palavras usadas no jogo. Ela escreveu as frases na lousa, contou as sílabas com as crianças e fez um trabalho bastante significativo de alfabetização e letramento.


Além disso, teve a participação da Beth em todo o jogo. Ela ficou observando as crianças durante o jogo. E a cada sexta-feira, ela vai para casa de uma criança para passar o fim de semana com ela. E na semana seguinte, a criança conta tudo o que fez com a Beth: “tomei sorvete com a Beth, levei a Beth pra passear na praça com a minha família etc.” A Beth vai para a casa de todos os alunos da sala e todos constroem uma narrativa para contar como foi o fim de semana com ela. Com isso, eles desenvolvem a habilidade de criar e contar de histórias.


Nina e Fabiana também vão trabalhar os diferentes gêneros textuais e artísticos com as crianças a partir dos jogos do Ativamente. Elas já se programaram para levar as crianças para assistir a um filme para a próxima atividade.


O Incrível Livro de Práticas

Inspiradoras


Esta prática o terceiro estudo de caso do Incrível Livro de Práticas Inspiradoras. Onde compartilhamos práticas inspiradoras de educador para educador. :)


Acompanhe, inspire-se e compartilhe suas práticas também! A educação é um organismo vivo e coletivo, por isso acreditamos em um trabalho em que todos somos criadores e transformadores. E você está convidado para participar desta experiência criativa. Que tal?!


Comments


bottom of page