top of page
  • Foto do escritorTatiana Esposito

Depois de muita leitura, pesquisa e escrita, está pronto o jornal Deixa que a gente conta

Boas notícias! O jornal ‘Deixa que a gente conta’ acabou de sair do forno e vem cheio de informações, curiosidades, novidades, mensagens educativas e muito mais! O projeto, supervisionado pelas professoras Lilian Kelen Almeida e Cristiane Aparecida Felix, foi criado pelos alunos dos quartos anos B e C, da Escola Municipal Maria Ovídia Junqueira, e é resultado de muito empenho por parte dos estudantes, das educadoras e da escola como um todo, que se uniram em um trabalho integrativo com o Ativamente.


Apresentação do jornal aconteceu no dia 25 de novembro.


Foram cerca de três meses de leitura, pesquisa, estudo, apuração e escrita, com os alunos colocando a mão na massa, explorando as habilidades e trabalhando em conjunto. A professora Lilian nos contou que o objetivo sempre foi trabalhar de forma interdisciplinar com o Ativamente, permitindo que os alunos usufruíssem das ferramentas e fazendo com que cada etapa tivesse sentido no aprendizado deles.


“Alinhamos ao jornal os conteúdos de matemática, português, ensino religioso, história, geografia e arte. Houve um planejamento para início das atividades, dividimos as salas em grupos, sorteamos os eixos que cada grupo falaria. Foi desafiador o processo, mas houve muita persistência, tanto dos alunos, quanto das professoras, os estudantes tiveram que aprender a trabalhar em grupo, um ajudando o outro sempre e assim, exploramos muito as competências de colaboração e cooperação. O projeto foi pensado de forma que os alunos desenvolvessem habilidades através da interdisciplinaridade de conteúdos com o Ativamente”.


Jornal criado pelos alunos tem entrevistas, notícias, curiosidades e muito mais.


Os alunos foram os grandes protagonistas dessa história. Com a supervisão e o auxílio das professoras e do monitor do Ativamente, a cada ação era possível que os estudantes desenvolvessem suas habilidades e explorassem as ferramentas digitais disponíveis para pesquisa, redação e montagem do jornal. Além disso, todo o processo permitiu a evolução na leitura e escrita, fomentou o pensamento crítico, a criatividade e a curiosidade, além da cooperação, como foi enfatizado pela professora Lilian.


Na sexta-feira, 25 de novembro, o jornal impresso de 32 páginas foi apresentado. Um momento muito aguardado por todos os envolvidos. O resultado foi um sucesso, fruto de muita dedicação e interesse por parte dos alunos, das educadoras e da direção da escola. A professora Lilian destacou: “O fato de ver como os alunos trabalham bem com coisas novas e metodologias diferentes chamou a atenção. Quando inserimos a tecnologia nos conteúdos, o engajamento dos alunos é diferente, torna tudo muito significativo. Alguns alunos nunca tinham redigido algo no computador, o Ativamente proporcionou novas experiências e aprendizagens aos estudantes e isso foi uma contribuição essencial para o funcionamento do projeto”.


A educadora enfatizou também a importância das ferramentas digitais na educação e falou do resultado do trabalho que realizou junto aos alunos, na elaboração do jornal ‘Deixa que a gente conta’. “As coisas mudam, evoluem e na educação não é diferente. Hoje, o professor precisa ir para além do giz de calcário, usar metodologias novas e ativas, fazer com que os alunos se engajem em um projeto. A tecnologia hoje é indissociável das salas de aula. Para mim, como educadora, foi uma experiência muito significativa, árdua, mas ver os alunos engajados, comprometidos e saber que eu e a professora Cristiane colaboramos para o desenvolvimento de habilidades e competências, que é o que a BNCC propõe, foi o que mais valeu a pena e é o que nos move”.


Projeto é resultado de um trabalho integrativo entre a escola e o Ativamente.


"O projeto simboliza bem a essência do Ativamente. Primeiro, o envolvimento de todos os atores, as professoras conseguiram utilizar os recursos para gerar o protagonismo nos estudantes, que se envolveram de uma maneira brilhante, toda a direção da escola se envolveu também, a secretaria municipal de educação ficou extremamente feliz e a nossa equipe também. Então, foi um projeto que trouxe valor para todo mundo, de uma maneira muito assertiva. E por fim, não posso deixar de dizer, foi um exemplo de como é possível ativar a mente quando se tem à disposição recursos e processos de qualidade na educação”, finalizou Gustavo Bonafé, diretor de experiência educacional do Ativamente.


Legal demais, né? Parabéns a todos os envolvidos! 😊


O Incrível Livro de Práticas Inspiradoras


Esta prática criada pela equipe pedagógica da Escola Municipal Maria Ovídia Junqueira é mais um estudo de caso do Incrível Livro de Práticas Inspiradoras. Onde compartilhamos práticas inspiradoras de educador para educador. :)


Acompanhe, inspire-se e compartilhe suas práticas também! A educação é um organismo vivo e coletivo, por isso acreditamos em um trabalho em que todos somos criadores e transformadores. E você está convidado para participar desta experiência criativa. Que tal?!



bottom of page