top of page
  • Foto do escritorTatiana Esposito

Kit da coleta seletiva potencializa criatividade e desenvolve a consciência ambiental dos alunos

Atualizado: 9 de nov. de 2022

Reciclar, criar e ressignificar. Unindo a aprendizagem criativa à educação ambiental, o “Kit Escolar da Coleta Seletiva” chega com um propósito principal: desenvolver a consciência ambiental, social e econômica de cada estudante.


Durante a criação das maquetes, alunos poderão dar nova forma e significado aos recicláveis.

Os kits serão distribuídos nas 25 escolas da rede municipal de ensino de Poços de Caldas. Além de servir de ferramenta para que cada criança dê asas à imaginação para criar aquilo que a mente quiser, trabalhar com material reciclável, fruto do trabalho de diversos catadores da cidade, é uma forma de olhar para os resíduos gerados diariamente com outros olhos. São tantas possibilidades, que nem o céu é o limite quando o assunto é a criatividade dos estudantes!


A produção das maquetes com material da coleta seletiva faz parte da atividade 4 elaborada pelo Ativamente para os alunos das turmas de 2º ano do ensino fundamental. Dentro dessa jornada de aprendizagem, as crianças trabalham o tema “Se esse bairro fosse meu” e a ideia é que as elas identifiquem os problemas ambientais do local de vivência e sugiram melhorias para o bairro. Com o material em mãos e as ideias em mente, os alunos poderão construir suas maquetes representando os arredores da escola e, de forma bastante criativa, simbolizar as melhorias para os problemas que apresentaram. Um trabalho individual, mas também coletivo e colaborativo.

A criação dos kits com recicláveis foi possível graças ao empenho do sr. Antônio Aparecido Almeida, catador e empreendedor socioambiental, que junto a um grupo de catadores da cidade, recolheu e separou todo o material que será utilizado na elaboração das maquetes. E ele fala da importância dessa iniciativa. “Eu achei uma ótima ideia no sentido de que poderá mostrar para as crianças que aquilo que elas veem por aí e que as pessoas chamam de lixo, não é lixo. Isso vai ao encontro do tema que eu sempre trabalho, que é: o lixo não existe! O que acontece é que aprendemos desde pequenos que alguns produtos são lixo porque achamos que não servem pra nada. Então, com as crianças trabalhando com esse material, elas vão ver que não é lixo, que serve para alguma coisa. É essencial que a gente tenha o que chamamos de educação ambiental continuada, para que o tema continue sendo trabalhado com as crianças conforme elas crescem e se desenvolvem, para que nunca percam essa essência,” explicou.



kits da coleta seletiva servirão de matéria-prima para a criação de maquetes.


Os kits contêm diversos tipos de matéria-prima como papelão, plástico, papel, alumínio e tecido, totalizando cerca de 130 kg de material reciclável. Itens que nas mãos dos alunos tomarão outras formas e ganharão novos significados e utilidades, potencializando o aprendizado. “Nesse primeiro momento, até para sentir a desenvoltura de cada criança, não foi montado um kit pensando no resultado. Foram separados vários tipos de materiais sem pensar no que seria produzido, para que eles ‘ativem a mente’ e construam. É uma forma de ressignificar mesmo esse material,” disse o catador.


Para Antônio, é um privilégio fazer parte dessa iniciativa. “Quando você fala sobre isso é como se eu alcançasse um pedaço do céu, porque eu estou conseguindo colocar em prática aquilo que eu almejo mais, que é educação ambiental através dos resíduos. Isso está dentro do que eu acredito que seja meu propósito, o de ajudar pessoas. Quando eu consigo que isso aconteça na prática eu sou muito feliz e me sinto no céu, sinto que estou trabalhando com algo que pode realmente fazer a diferença,” finalizou.

Acontece no Mundo Ativamente


Esse é o Acontece no Mundo Ativamente. Um diário de bordo do projeto Poços Educação para o Futuro, que leva a Aprendizagem Criativa do método Ativamente para as escolas municipais de Poços de Caldas. Acompanhe nosso blog e participe. :) Sua participação é muito importante para nós e para todos os envolvidos nessa jornada!


bottom of page