top of page
  • Foto do escritorTatiana Esposito

Reconhecendo Práticas Inspiradoras no Ativamente

 O ano letivo de 2023 já se encerrou, mas não sem antes haver o Reconhecimento de Práticas Inspiradoras Ativamente. O evento aconteceu no dia 11 de dezembro, organizado pela Secretaria Municipal de Educação, onde foram premiados os educadores e seus projetos inspiradores, realizados em parceria com o Ativamente, durante o ano de 2023.



A proposta de premiar e reconhecer as boas práticas dos educadores da rede faz parte do contrato vigente entre A Recreativa, empresa responsável pela implementação do Ativamente (Projeto Poços Educação para o Futuro) nas Escolas Municipais de Poços de Caldas, e a SME, que aprovou e validou o regulamento da ação proposta.


Ao todo, 26 projetos foram inscritos para a premiação, envolvendo cerca de 40 professores, com projetos abrangendo todas as áreas envolvidas no projeto Ativamente, sejam de atividades plugadas ou desplugadas.


 “O evento de reconhecimento foi um sucesso. A parceria [entre Ativamente e SME] tem sido fundamental para o sucesso do Projeto. Estamos sempre abertos às propostas do Ativamente e propondo mudanças, sempre que necessário. Passamos por diversas fases do Projeto Ativamente em 2023, sempre buscando melhorias para o trabalho ofertado aos nossos estudantes. Trabalhamos em conjunto em prol do sucesso dos projetos sugeridos, sempre garantindo a motivação e incentivando a participação”, destacou Thais Morgana, Pedagoga responsável pelo Projeto Poços Educação para o Futuro, na Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas.


Evento de reconhecimento reuniu professores na SME.


A professora Simone de Cássia Pandolfo leciona matemática em turmas do 6º ao 9º ano, na Escola Municipal Sérgio de Freitas Pacheco e foi uma das premiadas no evento de Reconhecimento. Ela conta que já tinha um certo conhecimento sobre Robótica e, com a proposta do Ativamente, teve a ideia de unir a criação de robôs utilizando materiais simples e reciclados, ao projeto que envolvia os circuitos elétricos simples, já que as habilidades coincidem. “Os alunos tiveram uma participação maravilhosa, principalmente os alunos especiais, pois tiveram a liberdade de criar seus robôs com sua identidade e a possibilidade de interagir com os colegas de forma igualitária. Não houve nenhum aluno que não realizou as atividades e isso foi de total importância para os objetivos a serem alcançados. O resultado foi muito gratificante porque dava pra sentir o entusiasmo, a alegria e a satisfação de cada um em criar e montar seu robô e fazer funcionar. Ah, como valeu a pena todo o trabalho!”, relatou.


A educadora também falou um pouco do projeto que fez sucesso entre os alunos. “Todas as turmas tiveram a oportunidade de fazer o Robô Limpeza, feito com uma escova de lavar roupas, que fazia a faxina se movimentando. Usamos uma escova, um circuito elétrico simples e a criatividade de criar conforme cada um quis. Alguns robôs se movimentavam mais rápido, outros mais devagar e a curiosidade de descobrir o porquê isso acontecia foi incrível! E eles descobriram que quanto maior o ângulo de giro da hélice, maior o movimento do robô. Foi simplesmente fantástico para nós, educadores, e essas descobertas muitas vezes vieram de alunos com dificuldades de aprendizado e problemas disciplinares, provando que todos são capazes, basta haver oportunidades diferenciadas de aprendizado”, contou.


Simone destacou a importância de ter seu trabalho reconhecido e valorizado. “Foi bom ter nosso trabalho reconhecido, pois é de total importância para todos nós profissionais ver que cada aula, cada projeto desenvolvido, foi valorizado por alguém, ou por várias pessoas. Confesso que esses projetos dão muito trabalho para realizar, são aulas muito cansativas que requerem atenção, mas no final, o resultado vale cada esforço. Essa pareceria de educadores com o Ativamente é muito válida e importante, pois conseguimos juntos proporcionar um aprendizado diferenciado, com qualidade e com muita tecnologia para todos os alunos”, disse.


Janailma Marques Fernandes, professora do 2º ano na Escola Municipal Alvino Hosken de Oliveira, também teve seu trabalho reconhecido entre as práticas inspiradoras. Logo nas primeiras atividades propostas pelo Ativamente, a professora teve um olhar diferente, ao sondar entre os alunos o que eles acreditavam ser Tecnologia.


“Percebi que a maioria trazia a questão apenas de celulares e computadores, nenhum deles demonstrou saber que um garfo é tecnologia, um tênis, entre outros objetos. Então, neste momento, resolvi montar o projeto integrando a questão principalmente de leitura e oralidade, mas que não deixasse outros objetos de conhecimento de lado, como a história também. Eles começaram a me questionar por que um garfo seria tecnologia, e pesquisamos a evolução não apenas do garfo, mas de outros objetos como tênis, televisão, entre outros. Trouxe para eles que tecnologia é tudo aquilo que vem para solucionar um problema e melhorar a qualidade de vida. Então, eles começaram a ligar a tecnologia ao avião, ao foguete, aos carros. Após a elaboração do projeto e muita conversa sobre tecnologia, pedi que cada um pensasse em algo que acreditava ser tecnologia e trouxesse este objeto montado a partir de materiais recicláveis, para que pudesse apresentar aos colegas e explicar a evolução deste objeto (Ele sempre foi assim? Como ele era e como está hoje?). A apresentação deles foi linda, cada um ao seu tempo. Uns falaram bastante sobre como era seu objeto, por que e como ele evoluiu; outros só mencionaram o objeto de maneira mais tímida. Mas, para mim, enquanto professora, ficou o sentimento de dever cumprido: eles entenderam o que era tecnologia e como ela é usada a nosso favor” relatou.


A educadora não parou por aí e foi inserindo atividades que tinham relação direta com a leitura e o uso da tecnologia, utilizando e-books, trabalhando enredos, caça-palavras, conceitos gramaticais e frases enigmáticas, uma das atividades propostas na segunda etapa do Ativamente. Janailma seguiu trabalhando e sempre indo além, incluindo atividades que fomentavam a leitura e a escrita.


Trabalhos incríveis foram desenvolvidos durante o ano de 2023.


O reconhecimento de suas práticas inspiradoras motivou ainda mais a educadora. “Receber esse reconhecimento da SME e do projeto Ativamente foi uma experiência incrível e extremamente gratificante para mim, como educadora. Saber que minha prática está sendo reconhecida como inspiradora e motivadora para outros professores é uma honra imensa. Esse tipo de reconhecimento é extremamente motivador e encorajador para os professores, pois nos mostra que nosso trabalho está sendo valorizado e que estamos fazendo a diferença na vida dos nossos alunos. Além disso, esse tipo de reconhecimento também nos ajuda a compartilhar nossas experiências e práticas bem-sucedidas com outros professores, criando uma troca de conhecimento e inspiração que beneficia a todos. Com isso, podemos criar uma comunidade de educadores engajados e motivados a buscar sempre o melhor para seus alunos”, enfatizou.


“Como professora, reconheço a importância fundamental da parceria e do bom relacionamento entre educadores, a rede escolar e o projeto Ativamente, para o aprendizado geral dos alunos. Essa colaboração é essencial para criar um ambiente de aprendizado enriquecedor e estimulante. Quando os educadores, a rede escolar e o projeto Ativamente trabalham em parceria, podemos compartilhar experiências, conhecimentos e boas práticas, buscando sempre aprimorar as estratégias de ensino e aprendizado. Isso resulta em uma educação mais eficaz e personalizada, atendendo às necessidades individuais de cada aluno. Além disso, essa parceria permite a criação de um ambiente escolar mais integrado e acolhedor, onde os alunos se sentem motivados e apoiados em seu desenvolvimento. Portanto, a parceria e o bom relacionamento entre educadores, a rede escolar e o projeto Ativamente têm uma influência direta no aprendizado geral dos alunos, garantindo uma educação de qualidade, inclusiva e que valoriza o potencial de cada estudante”, finalizou Janailma.

 




Confira todos os professores e escolas selecionadas com práticas inspiradoras Ativamente 2023:


Projetos desplugados - 1º e 2º anos

 E.M Sérgio de Freitas Pacheco - Isabel e Monica

 E.M Vicentina Massa - Aline

E.M Dr. Pedro Afonso Junqueira - Gabriela

E.M Alvino Hosken – Janailma

 E.M Mariquinhas Brochado - Gislene e Maris

 

Projetos plugados - 3º ,4º e 5º anos

E.M Antônio Sérgio Teixeira - Benita

E.M Mariquinhas Brochado - Ana Cristina

E.M Maria Ovídia Junqueira - Priscila

E.M Vitalina Rossi – Magda

 

Projetos plugados - 6º ao 9º anos

 E.M Antônio Sérgio Teixeira - Viviane

E.M Vitalina Rossi - Priscila

E.M Sérgio de Freitas Pacheco – Simone

 E.M José Raphael dos Santos Netto - Josiene

E.M Wilson Hedy Molinari - Maria Helena e Maria Cássia

 E.M Presidente W. Luiz – Stephanie

 

Parabéns, educadores e educadoras!


Acontece no Mundo Ativamente

Esse é o Acontece no Mundo Ativamente. Um diário de bordo do projeto que leva a Aprendizagem Criativa do Ativamente para as escolas municipais de Poços de Caldas e agora para os laboratórios experimentais em Caldas (MG), Nova Serrana (MG), Botucatu (SP), São João da Boa Vista (SP), Vargem Grande do Sul (SP) e Santa Maria (RS). Acompanhe nosso blog e participe. :) Sua participação é muito importante para nós e para todos os envolvidos nessa jornada!

 

bottom of page