top of page
  • Foto do escritorTatiana Esposito

Semana de Aprendizagem Criativa do Ativamente começa a repercutir nas escolas

Atualizado: 18 de jul. de 2022


Professores da Escola Municipal Sérgio de Freitas Pacheco tiveram dois dias de oficina, uma oportunidade de juntar os temas trabalhados nas palestras on-line, à prática.


Professores uniram teoria à prática em dois dias de oficina.

A Semana de Aprendizagem Criativa aconteceu nos dias 21, 28, 29 e 30 de junho. Durante esses dias, especialistas em Aprendizagem Criativa falaram, em palestras on-line, sobre formas significativas, viáveis e divertidas de trabalhar criatividade e programação na escola.

Aprender, praticar e ensinar. Com esse objetivo em mente, a supervisora Laêne Caixeta Barbosa Ferraz teve a ideia de realizar uma oficina, com o objetivo de auxiliar os educadores a entenderem, praticando, tudo aquilo que eles tinham ouvido sobre Scratch, circuitos elétricos e programação.


A integração entre tecnologia e educação é, sem dúvida, um grande desafio. Por isso, ter o apoio de quem entende e ama compartilhar conhecimento é fundamental. Isso é o Ativamente. Interessados no que o método tem proporcionado nas salas de aula, os 11 professores que participaram da oficina contaram com a ajuda da vice-diretora Thaís Morgana, que é pedagoga, especialista em EaD, arte-educação, mídias e tecnologias educacionais.


A experiência dos professores foi bastante lúdica. Thaís conta que preparou uma oficina de forma que pudesse esclarecer os temas tratados nas palestras e aproximá-los da realidade dos educadores. “Eu montei um planejamento, começando por esclarecer alguns termos utilizados, como: pensamento computacional, arduíno, cultura maker, robótica. Em seguida, apresentei a plataforma code.org e os professores acessaram o site que dá início aos trabalhos com os alunos no Ativamente. Brincaram um pouco para conhecer os comandos e assim facilitar a orientação dos alunos,” destacou.


Thaís diz ainda que a oficina acabou proporcionando mais do que aprendizado, mas também diversão. Quem participou aprendeu, se desafiou e aproveitou cada momento, sabendo que a partir dali, as atividades com os alunos seriam diferentes. “Nós trabalhamos com códigos, pensamento computacional e as trilhas que estão presentes nas atividades ‘desplugada’ do 1º e 2º ano. Usamos as trilhas pintadas no pátio e refletimos sobre as diversas posições e comandos, utilizando as trilhas de papel e as trilhas por meio de situações reais. Mostrei, em outro momento, como trabalhar o encontro que abordou do simulador ao físico. Apresentei meus kits de arduíno e robótica e mostrei como trabalhar a eletrônica de forma mais simples usando sucata, leds, papel-alumínio e pilha. As professoras ficaram encantadas e finalizamos com ideias para o projeto Poços de Caldas,” explicou animada.


No segundo dia de oficina, mais experiências. Sempre com foco na aprendizagem criativa. “Trabalhamos com os cards disponíveis no site do Scratch, conhecemos a plataforma e os recursos que podem complementar os 50 minutos de aula do Ativamente. Aproveitei também para apresentar o Scratchjr para as professoras da educação infantil,” disse Thaís.




Educadores se aprofundaram nos temas da Semana de Aprendizagem Criativa.


Por fim, a vice-diretora lançou um desafio: montar animações em grupos, utilizando os comandos do Scratch. Tarefa executada com sucesso!

O que se entende com as palestras da Semana de Aprendizagem Criativa e com a iniciativa da Escola Sérgio de Freitas Pacheco é que o aprendizado precisa ser compartilhado. E com a aprendizagem criativa, onde os próprios professores aprendem ‘brincando’, a brincadeira em sala de aula se transforma em conhecimento. “Acredito que no retorno das aulas, os professores poderão auxiliar seus alunos e elaborar atividades complementares às disponíveis na plataforma Ativamente,” comentou Thaís.


Entre os educadores a expectativa é uma só: que a bagagem da Semana de Aprendizagem Criativa e da oficina possa estimular os alunos, servindo como elemento de transformação dentro e fora da sala de aula. “Os professores amaram a oficina, era o eles precisavam para entender a parte teórica. As palestras foram muito boas e complexas, então a oficina veio para completar. Foi muito importante unirmos as duas coisas,” finalizou a supervisora Laêne.


Segundo o diretor do projeto, Rubens Mussolin Massa, “iniciativas como a da supervisora Laêne e da vice-diretora Thaís, que se aprofundam nos temas e trabalham o conteúdo com outros educadores que não tiveram a oportunidade de fazer o mesmo até o momento, são fundamentais para o sucesso do programa. A médio prazo teremos uma rede com muito mais competências adquiridas. Os alunos agradecem esse esforço sempre e o Ativamente também.”



Acontece no Mundo Ativamente


Esse é o Acontece no Mundo Ativamente. Um diário de bordo do projeto Poços Educação para o Futuro, que leva a Aprendizagem Criativa do método Ativamente para as escolas municipais de Poços de Caldas. Acompanhe nosso blog e participe. :) Sua participação é muito importante para nós e para todos os envolvidos nessa jornada!


bottom of page